A fiscalização não é ação arrecadatória.

O objetivo da fiscalização tem que ser, antes de tudo, educativo e informativo. Somente com espírito público é possível manter o controle jurisdicional da profissão.

A fiscalização do exercício profissional das técnicas radiológicas é um processo que se retroalimenta. Se por um lado fiscalizamos vocês, vocês nos fiscalizam; e a qualidade da nossa classe vai depender da disposição das duas partes nessa relação de cooperação.

Todos os anos, o Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER) oferece curso de qualificação para seus fiscais. Além disso, padronizou os procedimentos para uniformizar a atuação em todo o Brasil. Como dá para ver na cartilha, existe um rito a ser cumprido.

A fiscalização não é peça arrecadatória. O objetivo da fiscalização tem que ser, antes de tudo, educativo e informativo. Somente com espírito público é possível manter o controle jurisdicional da profissão.

Você tem o direito de ser fiscalizado da maneira correta. Da mesma sorte, tem a obrigação de cumprir os seus deveres.

  Cartilha de Fiscalização
Av. Jerônimo Monteiro, nº 240, Salas 1809-1810 - Edifício Rural Banck, Vitória-ES, 29010-002
Copyright 2014 CRTR-ES

Produzido por: Leonardo Marriel